09/07/2013

Sorria, é amor!


Ela sorri.

- Porque você sorri toda vez que me beija?
- Você não disse que amava meu sorriso?
- Sim, amo. Só queria saber onde há tanta graça.

Ela sorri novamente.

- Me beije.

Ele hesita, olha no fundo daqueles olhos castanhos que tanto ama e a beija.

Ela sorri novamente.

- Essa é a graça!
- Eu não entendo.
- Essa é a graça, não entender...
- O que?
- O amor.
- Você não me entende?

Ela sorri novamente.

- Até ontem éramos melhores amigos e hoje eu te chamo de “amor”, eu sempre li que amar dói e quem ama sofre. Mas eu só tenho motivos para sorrir. É isso que eu não entendo. É como se eu fosse a exceção dessa regra!
- Você é maluca!
- Sou. Provavelmente faço parte do clube das malucas apaixonadas, aquelas que beijam o seu melhor amigo e depois sorri, que á noite dançam sem música pelo quarto e depois se jogam na cama aos risos.
- E isso é bom?
- Se é! Não queria fazer parte das apaixonadas que choram todas as noites abraçadas em seu travesseiro, que precisam provar o amor á todo instante. O amor é só...

E ficou sem palavras para descrever amor.

Ele sorri.

- Qual é a graça?
- Não sei ainda.
- Então porque está sorrindo?

E se beijaram. Sorrindo.


- Porque eu te amo. 


2 comentários:

Lela Carretto disse... [Responder comentário]

Que texto mais fofinho! eu confesso que não sou uma pessoa romântica, nem nada do tipo, mas meu coração também não é de pedra hehhe ^.^

http://blog-lion-heart.blogspot.com.br/

Elisandra Fernandes disse... [Responder comentário]

haha isso mesmo Lela, amolece esse coraçãozinho haha

obrigada e super beijo <3

Postar um comentário

Olá, você gostou desse post? Comente, é muito importante para nós da Equipe Just Now! ♥