13/12/2012

Querido Papai Noel, nesse natal eu...



Não estou escrevendo esta carta como há 10 anos atrás em que te pedia uma Barbie sereia, muito menos estou te pedindo um patinete com rodinhas que piscam. Desculpa senhor Papai Noel, por aquela carta nada educada que te mandei há uns 5 anos atrás, te difamando pelo simples fato de ter me enganado em relação a sua existência, sinceramente, desculpa por aquelas palavras indelicadas que escrevi, mas tente compreender os sentimentos de uma criança enganada.

Bom Papai Noel, o senhor me conhecer há um bom tempo já e sabe que absolutamente tudo o que já te pedi era de extrema importância e porque eu realmente precisava! (ok, ignore quando eu te pedi a casa da Barbie só para fazer inveja nas meninas da escola). Enfim Noel, esta carta que o senhor está lendo, provavelmente vai ser a única carta que o senhor já recebeu de uma "criança" de 18 anos, aposto que o senhor também nunca entregou o presente que vou lhe pedir.

Um coração novo.

Não se assuste Noel, não estou com nenhum problema cardíaco. Meu problema é mais sério dói mais e não tem médico algum especializado - no mundo todo - que possa me curar. Eu sofro de uma doença rara, chamada "amor."

O senhor é tão bonzinho e lembro-me que minha mãe dizia, que, eu poderia pedir qualquer coisa para o senhor, isso é claro, se coubesse no saco. E bom, meu "novo coração" não precisa ser tão grande assim!

Desde que eu descobri esse sentimento maluco, doído e tão intenso, notei que fiquei, por muitas vezes, feliz ao extremo, mas na maioria dessas vezes, me ferrei também. Meu coração não é de aço Noel, o senhor PRECISA me dar um novo, mas por favor, me arruma um daqueles corações inteligentes sabe? Aqueles que não sofre, que não se machuca, que não sente e que não ama! Não me importaria nem um pouco se ele fosse só um amontoado de neve.

O coração que está aqui, está despedaçado, até parece que foi jogado na sarjeta e pisoteado, não duvido nem um pouco se tiver sido. No dia em que eu decido por deixar meu coração dominar, foi o dia em que minha vida começou a ser uma completa idiotice, onde é que já se viu "amar" alguém? Amor não existe - não mais - não é uma palavra aceitável e muito menos um sentimento bom, Papai Noel, o senhor, melhor que ninguém, sabe que sentimentos ruins não devem ser espalhados por aí, então, tudo o que lhe peço, é um coração novo, um coração que não ame e que seja inteligente o bastante para nunca mais amar. Feliz Natal!


4 comentários:

Alessandra Santos disse... [Responder comentário]

Adoreeeei o blog!! Querido papai noel HAHHAA Muito bom.. Seu blog é muito fofinho, vou sempre voltar aqui viu?! rs
Convido você a visitar o meu blog de moda:http://hellomodaa.wordpress.com/ Espero que goste!
Ótimo natal para você, beijinhos <3

Elisandra Fernandes disse... [Responder comentário]

volta SEMPREEEE !!!

obrigada e podeexa que já to visitando !
Beijinhos Alee ♥

M disse... [Responder comentário]

Adorei o texto! :D
Feliz Natal!

Beijos.

Elisandra Fernandes disse... [Responder comentário]

obrigada e pra vc tbm
Beijos ♥

Postar um comentário

Olá, você gostou desse post? Comente, é muito importante para nós da Equipe Just Now! ♥